Home » Notícias

GADA realiza campanha inédita de combate à sífilis em Rio Preto

4 novembro 2016 448 visitas Nenhum Comentário

Uma campanha inédita realizada em São José do Rio Preto pelo Grupo de Amparo ao Doente de Aids e Hepatites Virais (GADA), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, busca alertar a população sexualmente ativa para os riscos da sífilis, uma das principais infecções sexualmente transmissíveis na atualidade.

A realização da campanha se deve ao fato de o Brasil estar vivendo uma epidemia de sífilis. Segundo dados do Ministério da Saúde, entre junho de 2010 e junho 2016 foram notificados quase 230 mil casos novos de sífilis.

A situação foi qualificada como ‘epidemia’ pelo Ministério da Saúde somente agora, mas vem se desenvolvendo há mais tempo. Em 2015, por exemplo, no país todo, foram notificados 65.878 casos. A maioria desses ocorreu na região Sudeste (56,2%) e afetou pessoas na faixa etária dos 20 aos 39 anos (55%).

Em Rio Preto, a campanha tem como principal foco a população masculina sexualmente ativa, já que as mulheres tendem a fazer exames para o diagnóstico de sífilis e outras doenças durante o período do pré-natal. A campanha se faz necessária porque os sintomas da sífilis são silenciosos, manifestando-se num estágio bem avançado. Somente o diagnóstico precoce é garantia de sucesso no tratamento.

Durante o mês de julho, equipes da Secretaria Municipal da Saúde estarão realizando um mutirão de testes rápidos de sífilis na sede do Poupatempo, próximo ao Mercado Municipal. Até o dia 14 de novembro, o atendimento é feito das 8h às 14h. Entre os dias 16 e 30 de novembro, os testes rápidos serão realizados no Poupatempo das 8h ás 12h.

Além do teste rápido, que, na verdade, é um diagnóstico de triagem que sinaliza a existência do vírus da sífilis, todas as 27 unidades básicas de saúde de Rio Preto realizam o exame tradicional, que pode ser agendado com a enfermeira ou o médico. O resultado sai em 20 dias.

Sífilis é uma doença infecciosa sistêmica, crônica. Ela se manifesta em diferentes estágios. Sem tratamento, apresenta evolução em fases: inicialmente com feridas na pele, pode evoluir para complicações que levam ao óbito, podendo afetar o sistema cardiovascular e neurológico. A causadora da doença é a Treponema pallidum, uma bactéria espiralada altamente patogênica. A sífilis é uma infecção muito antiga e recebeu inúmeras denominações ao longo dos séculos.

A principal forma de transmissão é o contato sexual. A gestante também, por via hematogênica (pelo sangue), transmite para o feto a bactéria em qualquer fase da gravidez ou em qualquer estágio da doença. A transmissão via transfusão de sangue pode ocorrer, mas atualmente é muito rara, em função do controle do sangue doado.

A principal forma de prevenção é o uso de preservativos no ato sexual. O tratamento correto e completo também é considerado uma forma eficaz de controle, pois interrompe a cadeia de transmissão. O tratamento de ambos os parceiros é muito importante na prevenção para impedir que ocorra a re-infecção, garantindo que o ciclo seja interrompido.

SERVIÇO
CAMPANHA DE PREVENÇÃO DA SÍFILIS.
De 1 a 30 de novembro, em São José do Rio Preto. Para mais informações: 0800 77 17 123 (Disque Saúde).

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Deixe sua resposta!

Adicione o seu comentário abaixo. Você pode enviar via trackback através do seu site, ou também pode subscrever o comentário via RSS.

Seja agradável. Mantenha-o limpo. Mantenha-se no tópico. Sem spam.